quinta-feira, 5 de novembro de 2009

Vi e gostei

Bastardos Inglórios, do genial QUENTIN TARANTINO. Intertextual, citacional, belíssimo. Cinema com C! Assista, antes que Os sonhos de um sonhador o lance na vala comum... (Airton Sampaio).

2 comentários:

João de Deus Netto disse...

Esqueçam a História! No genial filme tem de tudo e muito bem feito. O "nazista" ator, Christoph Waltz, me arremessou aos tempos de criança quando tive vontade de abandonar a sala com medo da chegada do coronel SS. Desde a primeira cena. Baita ator.
Quanto aos pesadelos do "Frank", que eles façam bom proveito, mas que poupem, pelo menos, a boa gente de Itainópolis da exibição em praça pública desse desperdício com o dinheiro do paupérrimo viúvo.
Que maldade!

J.L. Rocha do Nascimento disse...

Também vi e gostei do último Tarantino. Aliás, em se tratando de citação, o grande homenageado é o mestre Sérgio Leone, a partir da abertura e da primeira sequência que, um pouco menos, também cita John Ford. Não chega a abusar como o mestre italiano, mas os recorrentes closes são também uma citação explícita, sem falar na trilha sonora. Impossível não lembrar de "Era uma vez no Oeste" ou de "Era uma vez na América". Belo cinema. E o Brad Pitt, hein? Por essa ele não esperava.